Abstenção pelo país bate 29,5% no 2º turno em meio à pandemia, maior índice já registrado

O país registrou 29,5% de abstenções no segundo turno das eleições neste domingo (29), o maior índice desde 1996.

Houve aumento consecutivo de abstenções no segundo turno das eleições municipais desde os anos 2000.

O ranking de ausências é liderado pelo pleito atual, seguido por 2016 (21,6%) e com 1996 na terceira posição (19,4%). Já em 2012, o índice foi de 19,1%.

Em São Paulo, a taxa de abstenções foi de 30,81% neste ano —não houve segundo turno na capital no pleito de 2016, no qual João Doria (PSBD) foi eleito e Fernando Haddad (PT) disputava a reeleição.

(…)

Via Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *