Causa da morte de voluntário da vacina CoronaVac foi suicídio

Anvisa suspendeu testes da CoronaVac no Brasil na segunda-feira (9) após ‘evento adverso grave’. Em coletiva de imprensa nesta terça (10), o governo de SP disse que era impossível relacionar o óbito ao imunizante.

Reprodução/Instituto Butantan

Usada como justificativa pela Anvisa para suspender os estudos clínicos da CoronaVac, a causa da morte de um voluntário da pesquisa foi suicídio, segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML). A informação foi divulgada com exclusividade pela TV Cultura na tarde desta terça-feira (10).

“O que os médicos não podem dizer em nome da ética medica mas nós, jornalistas, devemos dizer em nome do interesse público e do combate às informações falsas é o seguinte: o evento adverso, que como explicado na coletiva de imprensa [do Instituto Butantan], é uma forma da literatura médica se referir a acontecimentos não relacionados ao que está em testes, não tem necessariamente relação com a vacina, diz respeito a um voluntário que tirou a própria vida”, afirmou o âncora do jornal da Cultura, Aldo Quiroga.

Segundo a reportagem, o laudo do IML comprovando o suicídio será divulgado às 17h desta terça.

Por Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *