Imprensa argentina destaca fala de Aras e denuncia abusos da Lava Jato

As arbitrariedades cometidas pela Operação Lava Jato e reveladas pelo Procurador Geral da República, Augusto Aras, durante a Live com o grupo de juristas que integra o Canal Prerrogativas, no YouTube estão ganhando espaço na imprensa internacional. A Télam, Agência pública de notícias Argentina publicou uma matéria denunciando as mais de 38 mil pessoas investigadas de maneira ilegal pela Força Tarefa de Curitiba.

A publicação ainda traz as reiteradas denúncias do Partido dos Trabalhadores e da defesa do ex-presidente Lula, de que a Operação se valia da tática de Lawfare, para perseguir figuras públicas e partidos políticos, principalmente o Partido dos Trabalhadores e o ex-presidente Lula, se valendo, inclusive de vazamentos ilegais para a grande mídia brasileira, associada do golpe de 2016 contra a ex-presidenta Dilma Rousseff.

O portal ainda cita a atividade parlamentar do Deputado Federal Paulo Pimenta, que desde o princípio acusava a Operação de tentar instalar um Estado Policial no Brasil, perseguindo todos aqueles que se manifestavam de maneira contrária ao seu método de investigação, que remonta ao período da ditadura militar, onde os opositores ao regime autoritário eram perseguidos pelo estado.

A matéria destaca que a partir das denúncias feitas por Aras e as provas de interferência americana na Operação, comprovam que a Lava Jato atuou de maneira ilegal durante toda sua existência, e que agora aqueles que acusavam adversários de corrupção, são investigados por práticas ilegais.

Com informações da Télam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *