Primeira prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão quer secretariado com paridade de gênero

Foto: Divulgação

Primeira mulher eleita para a Prefeitura de Juiz de Fora (MG) pelo Partido dos Trabalhadores, Margarida Salomão diz que não tem o direito de errar. “Tenho muito pouco espaço para errar, porque sou a primeira mulher prefeita e sou a primeira governante do PT na cidade. E como a sociedade brasileira tem dificuldade de perdoar as mulheres e nunca perdoa o PT, sei que estou destinada a acertar”, explica. “Vamos trabalhar muito para fazer uma gestão muito positiva para a cidade e à democracia brasileira.” Ela foi entrevistada nesta terça-feira (1º) no programa Fórum Onze e Meia, exibido no canal da Revista Fórum no Youtube.

Margarida Salomão foi eleita no último domingo com 144.529 votos (54,98%), segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Seu concorrente no segundo turno, Wilson Rezato (PSB), teve 118.349 votos (45,02%). “Interrompo uma sequência de 170 anos de homens brancos que governam o nosso município. É uma grande responsabilidade. E outra é inaugurar um ciclo de gestão do Partido dos Trabalhadores, que sempre foi extremamente bem votado em Juiz de Fora, sempre elegemos deputados federais.”

Margarida é uma das sete prefeitas eleitas nas 57 cidades que tiveram segundo turno. Entre as capitais, apenas uma terá uma mulher na prefeitura em 2021: Cinthia Ribeiro (PSDB) em Palmas. Consciente da necessidade de ampliar a representatividade feminina na política, Margarida promete um secretariado com paridade de gênero. “Estamos trabalhando para nomear um secretariado com mesmo número de secretárias e secretários, com grande presença importante da população negra no primeiro escalão”, diz, brincando que haverá uma cota para os homens.

Segundo Margarida, 42% da população da cidade se diz negra ou parda. “Uma das formas de reconstruir a democracia no Brasil é pela representação, é preciso que o povo se veja no governo, para que ele venha a confiar na esfera pública outra vez.”

Via Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *